31 janeiro 2011

+ Minha querida irmãzinha (Parte.2)

Esbarrei na Camila, ela é da minha escola mais eu nunca tinha visto ela
Vitor: Desculpa
Camila: Que nada, sempre acontece isso mesmo, rs
Vitor: Posso saber seu nome ?
Camila: Camila, e voce é o famoso Vitor né
*rimos*
Vitor: Sou tão famoso assim ?
Camila: Pelo menos na escola todos falam de voce né
conversamos mais um pouco, dai chamei ela pra ir la fora tomar um ar (6)
chegamos la, eu não conseguia parar de olhar pra ela, então a beijei, minha mãe nada boba foi percorrendo todo aquele corpinho



Camila, 15 anos, não é popular da escola mais o Vitor ficou muito interessado nela (:



Paramos o beijo, dai trocamos nossos telefones e-mails, ja era 1:00 da madruga, eu tava cansadão e tinha que arrumar minhas coisas para a viagem que seria na segunda feira,então chamei os mlks, eles estavam na maior pegação la, ai se despediram do pessoal e fomos embora, cheguei em casa só tomei banho e durmi, no outro dia acordei na hora do almoço com meus pais me chamando para irmos almoçar fora, dai me arrumei e fui, eles nem falaram mais nada em adoção, e eu nem lembrava disso.
Vitor: Pai, Mãe, vai ter uma viagem da escola amanha, iremos para Porto de Galinhas, ja paguei tudo e tal, presciso de mais dinheiro pra eu ir
Marcia: Claro meu filho, depois voce me fala quanto quer
Nós almoçamos, e fomos pra casa, eu tinha que arrumar minha mala, afinal iria passar 2 semanas la (h'
Terminei de arrumar a mala e fui durmi, ja era tarde, e o onibus sairia cedo, então deixei tudo ajeitado e fui durmi, no dia seguinte acordei, coloquei uma calça de malha azul com uma blusa branca e um chinelo branco, sim, eu amo esses estilos de roupa, então tomei um café em familia e fui para a escola, o onibus sairia de la, logo achei o pessoal, olhei o numero da minha poltrona seria 53, adivinha quem ia sentar ao meu lado ...



Siiim, a Camila, entramos no ônibus, tava todo mundo dormindo praticamente, mais eu e a Camila tinhamos perdido o sono.
Camila: que conhecidencia hein, rs
Vitor: é mesmo
*rimos*
Eu abri minha mochila, peguei meu notbook, e começei a mecher e tal, dai ela pega o dela, nos adicionamos, eu desliguei e fui tentar dormir, mais ela foi bem ousadinha, se encostou em mim, me abraçando, eu não falei nada pois estava gostando.
Até que a galera "acorda" e tiro ela de cima de mim. Começamos a cantar, dançar no corredor, a viagem foi bem longa. Mais quando chegamos la, foi uma farra
Estava no mesmo quarto, eu, Lucas e Felipe, nos acomodamos, e fomos procurar algo pra comer.
Lucas: é imprenssão minha, ou voce e aquela menina que tava do seu lado, tão de caso
na hora eu ri
Vitor: eu peguei ela no rock de sabado, nada mais
Felipe: mais voces tavam bem abraçadinhos la no onibus né
*todos nós rimos*
Eles ficaram la me zuando, ate que chamam a gente para dar "Boas Vindas". Ja estava de noite, os mlk estavam com bastante sono, mais eu não, então quando eles durmiram, eu resolvi dar uma volta pela pousada, quando vou chegando perto de um lago vejo a Priscila, sentada, olhando pra agua, chego do lado dela.
Pri: Iae, veio termina oque a gente começou aquele dia ? (6)
ela disse com uma cara de safada que me deixou louco
Vitor: se voce quiser a gente termina isso agora mesmo
Então a gente foi pra uma casinha que tinha la perto, abandonada sabe ...


Entrando lá, a gente foi bem rapido, joguei ela na cama, e tirei seu vestido, ela tirou minha blusa, e apertou meu pau meu cima da bermuda, eu começei a beijar sua barriga, e fui decendo ate chegar em sua bct, dei umas chupadinhas, e logo ela veio pra cima de mim, tirando minha bermuda, e enfiando de uma vez meu membro em sua voca, na hora eu gemi muito alto, adorava quando ela fazia isso, então fui em sua bct e enfia meu dedo, ate que fiquei passando a cabecinha na bct dela ate que ela falou
Pri: Enfia tudo logo
Vitor: Toma cachorra
Enfia de uma vez, ela deu um grito de prazer que me levou as alturas, começei a socar bem forte ate que ela gritou, e gozou, tirei meu pau, da bct dela e chupei todo seu gozo, ela me bateu uma bela punheta, ate que eu gozei, mais não paramos não, queria comer aquele cuzinho dela
Pri: eu sou virgem de cú ainda
na hora eu ri
Vitor: conta outra vai, voce da pra todo mundo e nunca deu o cú ?
Pri: ainda não (6)
ela disse com cara de safada
Vitor: então vai deixar de ser agora
Começei a chupar seu cú, eenfia meu dedo la, rodei ela falou que tava gostoso, eu começei a passar a cabeçinha, e a enfia bem devagar
Pri: ta duendo
Vitor: aguenta, que eu não vou parar
quando ela ia falar algo, eu enfiei tudo, ela deu um grito muito alto, e eu gozei em seu cú, nos limpamos e fomos cada um para seus dormitórios


Quando eu entrei no dormitorio o Lucas e o Felipe tinham acordado, era uma 4:00 da madruga, então eles perguntaram aonde eu tava dai eu expliquei tudo, eles ficaram la me zoando e logo fomos deitar, nós tinhamos que acordar 7:00 pro café. Eu demorei muito em durmir, não parava de pensar na Camila, não sei porque mais eu nunca fui de ficar assim. Fui durmir, acordei me arrumei, e desci pra tomar cafe com os parceros, comemos, e o guia foi levar a pessoal pra dar um passeio, eu não tava muito animado então resolvi ficar na pousada mesmo. Eu estava andando quando vejo a Camila sentada sozinha num banco, vou ate ela e começamos a conversar
Vitor: pq num foi com o pessoal ?
Camila: tava desanimada, com uma dor de cabeça, e voce ?
Vitor: num tava muito afim não
Tivemos uma conversa rapida, então eu não aguentei e beijei ela, ela correspondeu.
Dai se passaram duas semanas a gente continuo ficando, no ultimo dia que nós estavamos la, ia ter um luau, e eu estava gostando da Camila, resolvi que ia pedir ela em namoro la no luau.
Chegamos la ela ainda não estava, quando ela chegou parece que tudo parou, eu só tinha olhos pra ela, ela ia se aproximando e eu fui ao seu encontro, o pessoal tava la na fogueirinha e tal, no violão, eu puxei ela mais pra perto do mar, então começei a falar
Vitor: Camila, não sei oque esta acontecendo comigo, eu não consigo mais pararde pensar em voce, e .. e.. Voce aceita namorar comigo ?
Disse ajoelhando pra ela
Camila: Sabe Vitor ... é que ..
 



30 janeiro 2011

+ Armadilhas do coração




+ Web terá cenas hot, violência e tudo o que viver na minha mente.
+ Vou postar diariamente e a partir das 16:00 horas

+ Pedido da dona especial vou postar aqui


Melissa Rios, jovem de 21 anos e cursa arquitetura em uma das melhores faculdades de São Paulo, na verdade não liga muito para o curso, só estuda nessa faculdade porque acha que lá é a “ponte” para conseguir seu objetivo: “Ficar rica e levar uma vida confortável”.
Infelizmente para isso ela vai escolher o meio mais fácil “casar com homem rico”.
Melina mora com sua mãe e irmã, as três moram num apartamento em um bairro de classe média, e levam uma vida confortável sem muitos luxos.


 Relações:
Heloisa Rios (mãe)



Lara Antonelli (melhor amiga)


Victor Albuquequer


 


Alexandre Marinho Ribeiro tem 25 anos é herdeiro da maior empresa têxtil do país, mas não usufrui da sua condição financeira por ter grandes divergências com seu pai. Os dois têm uma relação tumultuada e não se falar por mais de dois anos. Alexandre procura omitir o seu sobrenome, pois acredita que as maiorias das pessoas se aproximam com algum tipo de interesses.
Divertido e bom caráter está curtindo a vida adoidado, mas seu coração está aberto para um amor de verdade.



 Relações:


 Roberto Marinho Ribeiro (pai)








Prólogo:
- O que uma mulher tão linda está fazendo aqui sozinha? – disse Alexandre sentando ao lado de Melissa.
- Na boa, se isso for uma cantada, é melhor parar por aqui! – disse irritada.
- Não foi só estranho que uma mulher como você prefira ficar sozinha a curtir a festa ali dentro.- a encarou
- Às vezes é bom pensar na vida. – sorriu timidamente. – Principalmente quando fazemos besteiras.
- Se quiser companhia estou aqui a sua disposição.



1ª Capítulo – A viagem.

Passei a semana inteira ansiosa para essa viagem e finalmente chegou sexta feira, estava terminando de arrumar a minha mala quando a campainha tocou, sai apressada derrubando algumas roupas no chão.

Melissa: Entra, quero te mostrar o vestido que comprei. – disse sorridente.
Lara: Ainda está afim de viajar com o Vitinho?
Melissa: É claro. – disse caminhando para o meu quarto – Quem sabe não me peça em namoro?
Lara: Duvido. – me encarou . – Ele um galinha, não leva nenhuma mulher a sério.
Melissa: Comigo é diferente, me chamou para viajar.
Lara: Às vezes eu acho que é ambiciosa demais, mas agora estou vendo que você é ingênua. – sorriu. – Mel, aquele cara é um canalha.
Melissa: Mas eu estou gostando dele. – me joguei na cama.

A Lara é a minha melhor amiga e nos conhecemos desde a oitava série, posso afirmar que ela é a pessoa que mais me conhece e sabe dos meus planos e não concorda, mas mesmo assim está ao meu lado para o que precisar. Ficamos conversando por um bom tempo e ela tentava me fazer desistir da viagem, mas foi inútil, porque estou certa do que eu quero, e não vou desistir de conquistar aquele cara.

Heloisa: Oi meninas. – disse jogando as chaves na mesa da cozinha – Estou tão cansada, nunca atendi tantos pacientes
Melissa: Mãe quer um pedaço da nossa pizza? – sorri.
Heloisa: Eu aceito. – sentou no meu lado.

Ficamos nos três conversando e dando risadas, até que o interfone tocou, era o porteiro avisando que o Vitinho havia chegado, eu insisti para ele subir, mas foi inútil.
 
Heloisa: Quem é? – perguntou curiosa.
Melissa: O Victor.
Lara: Porque ele não subiu? – perguntou com uma ponta de maldade.
Melissa: Porque está se certificando se está tudo bem com o carro. – menti.
Heloisa: Filha, não me agrada te deixar viajar com um estranho. – me encarou.
Melissa: Ele não é estranho mãe, outra o pessoal da faculdade vão em peso.
Heloisa: Tudo bem. – disse fitando o chão.
Melissa: Essa minha roupa está boa?
Heloisa e Lara: Sim.

Eu vestia uma bermuda jeans estilo boyfriend, uma camisa rosa xadrez por cima de uma blusa branca e calçava uma sapatilha branca.

Melissa: Tô indo. – sorri. – Amo vocês duas, quando chegar eu ligo.

Desci apressada e me joguei nos braços do Victor, ele estava sentando na portaria lendo uma revista.

Vitinho: Poxa, tu demorou muito. – disse me abraçando.
Melissa: Estava me despedindo da minha mãe. – sorri.
Vitinho: Vamos logo para o carro.

O carro estava estacionando alguns metros depois da portaria.

Melissa: Por que não quis subir? – disse abrindo a porta.
Vitinho: Porque primeiro conhecemos os pais e depois num estralar de dedos um começa a cobrar o outro por um relacionamento sério. – ligou o carro.
Melissa: Não quer nada sério comigo? – franzi a sobrancelha.
Vitinho: Eu quero você, minha gata. – disse me puxando para perto e me beijando de uma forma ousada e gulosa, sua língua parecia querer devorar a minha, e sua mão apertavam meu corpo deixando bem próximo do dele. – Eu fico fora de mim, ao seu lado. – chupão no pescoço.
Melissa: Melhor pararmos. – o empurrei – Estamos na frente da minha casa.
Vitinho: Tu gosta de cortar meu barato. – deu partida no carro e saiu em disparada
 
Ele ficou virado comigo, tanto que conversou apenas o básico comigo durante todo o trajeto. Foram quase quatro horas de viagens até Maresias.

Vitinho: Chegamos. – disse estacionando o carro.
O olhei e sorri, devagar aproximei a mão na sua coxa e apertei, depois dava leves chupões no seu pescoço. O Victor entendeu meu recado, me puxou, fazendo sentar no seu colo e uns amasso quentes, sua mão apertava meus seios por cima da blusa e sua boca não saia do meu colo. Nos nunca tínhamos transado, sempre soube que os homens depois que conseguem o que tanto querem te dão um pé na bunda. Mas eu não estava conseguindo segurar meus instintos e talvez fosse isso que faltasse para um futuro pedido de namoro.

Melissa: Melhor entramos. – disse dando selinhos.
Vitinho: Também acho. – seu um sorriso malicioso.

Ele caminhava me abraçando por trás, beijando meu pescoço e apertando minhas coxas. Entramos em uma sala extremamente bem decorada, de uma forma apressada, me jogou no sofá e tirou a minha camisa, em seguida abriu o meu short.

Vitinho: Esperei tanto tempo para isso. – disse tirando a sua roupa....
 



Estava nervosa, não sou nenhuma virgem, mas o Victor seria o segundo cara que me levaria para cama. Tentava me acalmar e o deixava me conduzir. O Vitinho me deitou de um modo sutil e começou a brincar nos meus seios, passava a lingua pela aurela e apertava os bico, com a outra mão, usando o dedo indicador e o médio apertava meu grelo, conforme os movimentos ficam mais intensos, meus gemidos aumetavam e o meu tesão também.
Depois puxou meu cabelo de uma forma violenta e me olhou no fundo dos meus olhos.

Vitinho: Que tal me mostrar o que sabe? - sorriso malicioso.

Eu sorri e me levantei, me sentia insegura com medo dele me achar apenas mais uma garota ruim de cama, ou uma menina comum. Primeiro passei a lingua por todo seu peitoral, em seguida me ajoelhei na sua frente e comecei um oral, num primeiro momento tímido, mas depois ousei, o chupava e masturbava, ouvia gemidos de prazer, procurava o olhar nos olhos o tempo todo e isso parecia do deixar mais empolgado, levou um tempo para que ele gozasse e o deixei fazer isso em meus seios.
Sem o menor aviso, me empurrou sobre o tapete e pentrou de um única vez o seu membro em mim. Ele estocava de forma rápida que não me dava prazer, na verdade estava sentindo dor, após um tempinho estocava devagar, nesse momento a dor se tornou prazer e eu estava indo a loucura. O Vitinho me olhava com uma expressão tipo "eu sou o máximo" que às vezes era alterada pelos seu olhos revirando. Eu gozei antes dele e fiquei em tranze por um bom tempo, enquanto ele aumentava o rítmo das estocadas, era nítido na sua expressão fácial que o seu gozo também estava próximo. Eu estava certa levou alguns minutos para que ele gozasse e se jogou no lado vazio do tapete, ficamos calados até que nos recuperassemos completamente...




+ Minha querida irmãzinha (6)



Sinopse : Vitor, 16 anos, filho unico. Até que um dia seus pais resolvem adotar uma irmã ... isso ainda vai dar muito oque falar (6)

- Minha primeira Webo  no Contos and Web novelas
Por: Bia





Vitor


6:00 da manha meu despertador toca, me levanto, faço minha higiene, coloco uma calça jeans, uma regata da escola, meu nike branco, desço as escadas, meus pais ja estão tomando café, me sento com eles
Vitor: Bom dia Familia *-*
Marcia&Geraldo: Bom dia filho *-*
Vitor: beijos, to indo pra escola
estava indo para o elevador, quando vejo uma Deusa saindo do apartamento de frente ao meu, fomos pro elevador juntos mais nem uma palavra, fui pro carro meu motorista estava me esperando.
Chegando na escola, vejo meus amigos fui pra rodinha falar com eles, e como sempre TODAS da escola me olham, não é me gabando mais eu sou o mais bonito da escola, então todas dão em cima de mim, mais nem todas enchem meus olhos ..
Vitor: Iae parceros
Lucas: Fala ae brother
Felipe: Iae mano
Lucas Ta sabendo do rock que vai ter no sabado, muitas gatas pá, bora Vitão ? HAHA
Vitor: Bora mano, e bora pra sala tambem, o sinal acabou de bater
Lucas, 16 anos, bem popular na escola, e pega todas !





Felipe, 16 anos, tambem é muito popular, só que é mais tímido, os dois são muito amigos de Vitor, fazem tudo juntos 




Entramos na sala e a putinha da Priscila tava la, na minha mesa --'
Pri: eei meu amor, estava com saudade de voce
Vitor: iae
Pri: Vamos fazer algo hoje a tarde (6) *disse susurrando no meu ouvido*
Vitor: Passa la em casa (6)
Adoro come ela, a Pri é boa de cama, mais só me divirto depois dou um pé na bunda, mulher assim é só pra zuar mesmo. As aulas passaram bem rapido.
Lucas: Mano, to indo logo, tenho que ajudar meu pai na empresa hoje --'
Vitor&Felipe: Jae
Felipe To vazando tambem irmão, beijo
Vitor: Jae
Fui pra casa, almoçei tomei banho e durmi, acordei com meu celular tocando, era a Pri
Pri: Ei gostosinho
Vitor: Ei cachorra
Pri: vem aqui me buscar pra gente ir pra tua casa, tem alguem ai ?
Vitor: só as empregadas mesmo, to indo, beijo
Levantei tomei banho e fui pra la ..


Priscila, 15 anos, bem popular, e muito putinha, quase todos os meninos ja pegaram ela
Cheguei la em frente o predio da Pri, ela ja tava la, entrou no carro, nem falou nada começamos a se agarrar la mesmo, chegamos na minha casa ela tava muito gostosa, pqp, ela ja entrou no meu quarto tirando minha blusa, eu ja tirei seu vestido, ela tava com uma calcinha vermelha que meu Deus tirei com a boca.
Pri: Nossa, hoje voce ta que ta hein (6)
Vitor: Voce ainda não viu nada
Eu tava doido pra comer ela, mais quando tava começando a ficar bom ...

Meus pai chegam, e tipo eles odeiam a Pri, ela saiu pela porta dos fundos e eu me deitei na cama com os fones no ouvidos, eles foram ate meu quarto
Marcia: Filho, temos que te contar uma coisa, mais agora eu e seu pai estamos com pressa, se arruma que la pras 7:00 a gente vai passar aqui pra irmos jantarmos juntos!
Nem deu tempo pra eu falar nada, eu fiquei muito curioso, dai 6:30 me arrumei e tal, e fiquei esperando eles, nós fomos jantar
Vitor: Oque voces tinha pra falar ?
Marcia: então filho, como voce ja sabe eu não posso mais ter filhos, então eu e seu pai vamos adotar uma menina
Na hora que ela façou isso eu bolei, pensei, po como assim eu sou o filho unico vou ter uma irmã pirralha pra me encher o saco, mais não comentei nada sobre isso
Geraldo: Oque voce acha filho ?
Vitor: De que adianta eu falar oque eu acho, voces nunca me ouvem mesmo
Levantei da mesa, peguei um taxi e fui pra casa

Cheguei em casa, tomei um banho, e fui durmi, tava cansado
No dia seguinte acordei, tomei banho, e desci, ja tinha esqueçido oque eles haviam falado comigo ontem, então tomei café e fui pra escola, meus parceros tinham faltado, então fiquei na minha, na 2ª aula inventei uma dor de cabeça e fui embora.
Cheguei la em casa, guardei minhas coisas, e ligo pro Felipe
Vitor: Mano, iae ?
Felipe: Oque tu manda ?
Vitor: bora pro shoping ?
Felipe: vamo ué
Vitor: Liga pro Lucas, e daqui 30 minutos passo ai na tua casa e depois na casa dela, é nois mano ;*
Terminei de falar com o Felipe, e fui comer algo, tomei um banho, me arrumei, coloquei uma bermuda xadrez marrom, com uma blusa gola V branca, e uma havaina branca, e fui pra casa deles * voces ja perceberam como sou vaidoso né *, cheguei la o Lucas ja tava la tbm, então a gente foi pro shoping, tinha varias gatas la pa, encontramos uns amigos, lanchamos e fomos embora

Cheguei em casa tomei banho e fui durmi, acordei fiz minha higienes e fui pra escola, chegando la, vejo um cartaz enorme, " ALUNOS DO 3º DEÊM SEUS NOMES PARA A VIAGEM" vibreeei mano, adoro viagens com escola, tipo eu tenho 16 anos mais ja to no 3º, dei meu nome la, nós iriamos para Porto de Galinhas, muito show la, os meus parceiros tbm iam né, ai a viagem ia ser tri-loca, as aulas se passaram bem rapido, e a viagem seria semana que vem, nos estavamos na sexta feira então, amanha seria o Rock que o Lucas me chamou pra ir, quando bateu o sinal da saida
Lucas: iae vitinho e lipão, voces vão mesmo no rock de amanha né, vai começar as 10:00 da noite
Vitor: Mais é claro né, eu passo na casa de voces pra gente ir junto, agora tenho que ir to com sono
Felipe: é nois então mano, to afim de pegar varias hoje, haha
Cheguei em casa almoçei e fui durmi, acordei 9:00 e pedi uma pizza, comi e fui durmi

Acordei bem animado, e resolvi surfa, uma semana que eu não ia curtir meu mar, então liguei pros mano, dai a gente foi surfar, fiquei a manha toda na praia, e adivinha quem eu encontrei la ?? Sim.. ela mesmo, Priscila, mano pra voces verem como ela é puta, ela tava quase dando pro cara na areia mesmo, os mlk começaram a falar mal dela, e ela foi embora, ai a gente tava cansadão fomos pra casa.
Cheguei na minha casa as empregadas ja tinham colocado a mesa do almoço, almoçei e fui pro meu quarto, tomei aquele banho e cai na cama, acordei era 9:00 da noite, começei a me arrumar, fui com uma calça jeans meio apertada e clara, com uma blusa gola V preta, e meu tenis meio sapato de lona, muito loko, namoral eu tava gostoso, então fui pra casa deles e dai nos fomos pra festa, cheguei la tava a Priscila, e mais uma galera da escola, então resolvi tomar algo, peguei uma whisk com energetico, quando virei pro lado, esbarrei numa deeusa, cara a menina era luxo, então parei e fui falar com ela ...

 
+ Papai, me come ? *-* 69 69'




PERSONAGENS:

MARIANA - PERSONAGEM PRINCIPAL
Em meus plenos 14 anos, sou virgem, mas não sou santa. Nunca abra mão da masturbação, você faz sexo com alguém que você confia e ama de verdade. Sei seduzir, chamo atenção aonde passo, funciona com o mlk brocha da minha escola, mas será que funciona com meu papai ? :9



Fernando - pai de Mari






Mylena - best de Mari



E então eu resolvi que saria hora de tirar minha virgindade *-* , não sou mais criança, não tenho corpo, muito menos mentalidade.
Na escola, me sinto uma Megam Fox, todo desejam , sabe ? *-* , mas hoje, apenas 1 me chamou atenção, o Eduardo, não era muito atraente, mas parecia saber fazer 69 , então banheiros escolares servem pra isso não é ? ou não.
- Ei Edu vamos brincar ? - falei com um tom de quem não queria nada, mas ele sabia o que eu queria .6'
O intervao estava no final, os corredores estavam vazios, bom quase, tirando os nerd jogando xadrez, na mesa do fundo do refeitório. O Edu enfiou discretamente a mão por debaixo da minha saia, colocou seu dedo dentro da minha calcinha, e esfregou de lee na minha buceta. Dei o sorriso safadinho de sempre. E então quando ninguém olhava, o que era quase impossível, enttramos no banheiro masculino.
O banheiro masculino dava entrada praporta das faxineiras, um quarto fechado sem janelas , ótimo. Entramos, e emperramos a porta com uma cadeira.



Ele arrancou minha saia com um golpe só , me deitando em cima da mesa, tirou minha calcinha rapidamente- logo teria-mos que estar na sala - e enfiou a língua na minha buceta, e aos poucos ele aumentou o rítmo. Eu queria gemer igual uma cachorra, mas se nos descobri-se era expulsão. Então me segurei. Ele logo enfiou 1dedinho, ele viucomo minha buceta é fechadinha. Eu sou virgem né.
- mete 2, mete dlç - parecia uma puta.
Mas ele sem me responder fez o que eu pedi, meteu logo 2dedos, aumentando a força.
Logo ele parou,fomos pra uma cedeira reclinável que estava no campo, quase impossível de reparar, me deitei ali, ele enfiou o pau dele naminha boca, e eu chupei tudinho, como se fosse um pirulito pop. Ao mesmo tempo, eu mesma,enfiava 2 dedinhos na minha buceta. Ficamos no sexo ooral mais um pouco. Logo ele abriu minhas pernas novamente e começou a chupar minha buceta, denovo, e esfregar 2 dedinhos.
- mete em mim edu,mete o pau edu - falei, gemendo baixo.
- ah, o pau Ma-mari ? - aaaavá
- é Edu, meete.
- ér que não dá.
Logo me levantei, a qual é -.- Mas acho que só o sexo oral, já foi um prazer imenso.
- Vira homem antes de querer fuder uma garota denovo ok ?
Me vesti rapidamente, saí do banheiro com um cuidado imenso e fui pra sala.


 Eu precisava muito ser fudida ok *-* , se foi puta agora Mari,até o fim 6 , mas onde eu vou achar um HOMEM que queira fuder uma pirralha de 14 ? meu papai. Com aquele corpo de dar um tesão, às tatuagens no braço, e o pau gigante que eu via quando pequena, [aaa] é. Meu pai daria um ótimo ator ponô, mas pra mim sorte, vai ser o meu ator pornô

- Best, ta todo mundo comentando,você transou com o Edu ? *-* - Mylena perguntou, sem ser nada discreta. rs
- já ia te contar, éeer, eu não chamo aquilo de transa ok ? *-*, nunca i um mlk tão bocha, agente fez sexo oral, mas quando eu pedi pra ele meter, ele brochou -.-
- KKK – ela riu mt - não acredito , e agora, o que vai fazer ?
- eu tenho sempre um plano B né gata ? (6), depois te conto.

A aula passou rápido, fui pra casa tomei um banho, deixei tudo arrumadinho, pra quando meu papai chegasse. Calma, não coloquei velas nem nada, ele ainda é meu pai *.* ‘ Não demorou muito, e às 18:00hrs ele chegou.
Tomou seu banho, esse sentou no sofá, assistindo TV.
- oi pai , como vai ? – sorri
- oi Mari, vou bem, como foi a aula ?
- ótima papai, sabe sobre oque falamos hoje na aula de Ciências ?
- diga-me – ele não demonstrava curiosidade
- falamos sobre sexo papai - menti....


 

 

+ matéria preferida? :sexologia!

matéria preferida? :sexologia! 1° temporada !
Essa é minha primeira web aqui no blog , por favor me ajudem ;s e não exijam muito de mim pf !


sinopse: A história se passa entre uma aluna e um professor dentro de uma escola ;9 , além disso a menina centro da história , vive muitas outras confusões que ocorrem com todas ou grande maioria das adolescentes . (:


 *Oi eu sou a Lary , tenho 15 anos ,sou solteira e faço o 2° ano do ensino médio , em um colégio bem legal . Tenho duas melhores amigas a Day e a Ana . Eu amo musica , baladinhas e adoro dançar . Moro com os meus pais. Tenho uma paixão suuuper secreta pelo meu professor de biologia rs , mas se bem que ,isso não é segredo mais eu acho ;O , eu sou louca por ele e vou fazer de tudo pra quem sabe um dia chegar “lá “.





  *Eu sou a Day , tenho 16 anos , faço 2° ano do médio , e sou amiga da Lary ,uma maluquinha que é tarada no nosso professor rs , ele é um gato mas a Larissa está a ponto de se jogar nele rs . Eu e a Lary vivemos juntas zoando muito , quem sabe eu não possa até ajudá-la em algo ?. Eu sou solteira e amo dançar , mas sou meio envergonhada *o*



   *Eu sou a Ana , amiga da Lary & da Day , bom , eu tenho 16 anos e sou da mesma turma das meninas na escola. Não apoio a aixão da Lary pelo Wallace e acho que devo ajudá-la a esquecer essa ilusão.


   1° Dia de aula .
Lary narra ! :

Acordei de manhãzinha , tomei café escutando rádio num funk ferrado , estava rebolando até o chão e animadíssima pro primeiro dia de aula.Tomei um banho ,& aproveitando que é aquela época que geral vai sem uniforme *-* , coloquei um short beem colado e uma blusa com decotinho *-* , fiz um make super básico , e fiquei pensando se o meu professor de biologia me daria aula hoje ;9 . No ano passado eu era uma PIR-RA-LHA por isso ele não me olhava ! esse ano não O.O ‘ ele vai me amar haha -

  Cheguei na school , com a minha mochilinha laranja u.u basicona ! , procurando as pireguetes das minhas amigas , pra gente dar uma zoada e pá , mas não as encontrei . No entando eu observei o Pedrinho do outro lado da quadra , super gato fazendo embaixadinhas com a bola *-* , eu fiquei estática , que musculos! , que cooxa ! *ooo* ele era tuuudo !



     *Eu sou o Pedro (: , tenho 18 anos e faço o 3° ano colegial . Sou solteiro , e tenho fama de pegador ;D , mas eu nem só *o* . Amo futebol , mulher e balada;*


    *Seila toda vez que eu via o pedro fucava doida gente *-* , e eu acho que ele me dá mole , mas dizem que ele é galinha então é fogo vlh ;S , mas daí quando eu estava caminhando pra sala ...

pedro : ooi , oi gata !
lary: oi rs . nossa , voce estava ai ? nem te vi !
pedro: ué como não me viu ? , voce tava me olhando Lary !
lary: só olhei rapidamente - eu ri -

  * nesse momento eu senti ele chegar bem perto de mim O.O , nossa foi tão estranho eu fiquei toda vermelha e ele reparou .

pedro : ta vermelhinha amor ..
lary: aaa , é o sol ! O.O

[eu vi o Wallace ( professor gostosão de biologia) se drigindo pra uma das salas O.O - meu coração disparou ! ]

lary: pedro , pedro , vou ali ta ? té mais - dei um beijo no rosto dele . ele puxou meu rosto e me deu um selinho O.o . eu dei um tapa nele e ele riu o.O

pedro : tchaul gata !

eu nem quis saber saí correndo a a fim de saber se o professor daria aula na minha turma *o*
 


 *Eu sou o Wallace, sou prof de biologia e genética numa escola legalzinha , naão pense que sou tiozão , sou só experiente ;9 . Sou ajuizado mas nem tanto , tem muitas alunas me dando mole *-* , e a carne é fraca .Acho que não tem nada demais ficar com meninas mais novas , se eu estiver solteiro até pode rolar (h)


     *Fui atras do professor simplismente correndo igual a uma louca ! Bati na porta de leve , percebi que ele estava lá dentro , ele estava de costas encima do tablado de frente para o quadro negro , eu fui caminhando até ele .

lary: oi professorzinho ;9
wallace: oi linda , beleza ?

-eu dei um beijo na buxexa dele -

lary : muito melhor agora falando com voce , sabe , eu amo biologia Wallace !

-eu estava com uma mão em um dos seus ombros -




       *wallace narra :: Eu cheguei no primeiro dia de aula e fiquei sabendo que daria aula para uma turma de 2° 'ano da escola . Fiquei feliz tinha uma galerinha que eu já até conhecia e pá .

Quando fui preparar a sala pra primeira apresentação de genética , vi uma garota entrando na sala , de forma bem chamativa . Era a Larissa lógico ! , ela vivia atrás de mim ano passado e eu fingia que não percebia. Isso tudo porque ela era muito "sem sal". Mas agooora ! , aaaaah agora Larissa ta no 'formato' , ta virando mulher , é .
E continua me dando mole , a danadinha .


    *Então ela veio se apreoximando tanto de mim que senti uma 'coisa ' digamos , uma pequena excitação por ela . Ela veio se "acoxando", os peitos dela estavam se esfregando em mim .. Eu fiquei meio sem graça por medo do meu "amiguinho" dar sinal ali na hora da aula começar .


lary: saudade prof! - ela me abraçou -
wallace: opa ! -alisando as costas dela -
também senti gatinha .
lary : muita saudade ? ou pouca ?
[ela estava me encarando & passou o nariz pelo meu]

    *lary narra ::
Eu estava apelando já ! qual foi ? ele não tinha reparado que eu tava DANDO MOLE PRA ELE ? . Ele se afastou um pouco depois dos meus toques . eu sai andando pra uma das primeiras cadeiras , deixei minha mochila cair , e tudo se espalhou pelo chão *-* . Eu me abaixei bem lentamente empinando a bunda pro lado dele , pegando as minhas coisas bem lentamente .
 

    *lary narra ::
Eu estava apelando já ! qual foi ? ele não tinha reparado que eu tava DANDO MOLE PRA ELE ? . Ele se afastou um pouco depois dos meus toques . eu sai andando pra uma das primeiras cadeiras , deixei minha mochila cair , e tudo se espalhou pelo chão *-* . Eu me abaixei bem lentamente empinando a bunda pro lado dele , pegando as minhas coisas bem lentamente .
 


*Digamos , pensei em chamar a Larissa pra minha casa hmmm- mas dai pensei bem e era melhor não ! ;9

lary: professor , eu vim fazer uma pesquisa da escola , e aqui hoje nem vai ter aula né ?
wallace : eu vim fazer um projeto ! , hoje é mais pro pessoal se conhecer e tal nada de materias nem nada disso .

-ela estava a morder os lábios sucessivamente, me olhando -

wallace: eu preciso pegar umas pastas na sala dos professores , já venho !
lary:aaain calma prooof! vou contigo poxa !


lary narra ::

Me ofereci descaradamente para acompanhá-lo até a sala dos professores .
ele aceitou , nós chegamos lá e estava muito escuro ...

wallace : opa ! ta escurinho - ele riu -

[eu me arrepiei toda ! , toda meeesmo! ]

lary: assim que é bom .

-eu fingi que tropecei , e mei que me joguei encima dele . ele 'sem querer então acabou se encostando numa mesa antiga que estava na sala . eu fiquei de frente pra ele e só sentia sua respiração em meus lábios , já que eu tinha que ficar nas pontas dos pés para alcançar a boca dele , mas eu fui aproximando meus lábios bem devagar ..sucessivamente . Ele pôs as mãos na minha cintura , me segurando com força .

wallace: opa ! te peguei .
..

29 janeiro 2011

+ A Casa Do Sexo 69

não é a minha primeira web !
Censura: o nome já diz tudo.
Por: Suelen

' Eu sempre tive tudo, tudo que eu desejei, era rodeada por pessoas da alta sociedade tinha muito dinheiro e poder, mais não foi o suficiente e decidi entrar em uma nova vida, de puro sexo, queria me sentir mulher, desejada, ver todos os homens me secando e pedindo por mim e claro pagando por isso, me sentir realizada sexualmente.
Não sou como todas as outras que dizem que é complicado o início ir para a cama com homens desconhecidos ou vender seu corpo, eu faço porque gosto é prazeroso ver nos olhos dos homens e até de mulheres o desejo que eles sentem por mim. E é isso, um novo jogo começou.

 
Dia 27, em Nova York “a casa do sexo” era um dos lugares mais visitados e badalados do país, estava escolhendo uma roupa mais provocante essa noite, queria seduzir todos que estavam a minha espera, coloquei uma lingerie vermelha e pequena, um vestido de seda branco e um salto 15, realmente eu era a mais bonita dali e claro que não cobrava barato.
Saí dos dormitórios {que eram onde as meninas dormiam} e fui ao bar, me sentei e pedi uma tequila, todos ao redor me olhava, que sensação maravilhosa.
Xx: Alice, a Jess ta pedindo pra você ir até o escritório dela.
Alice: Ok Sté.
Stéphanie era minha melhor amiga, sei que nesse mundo não se deve confiar muito em alguém, é um contra o outro, mais ela sempre foi sincera comigo e nunca tentou roubar meus clientes.


Alice: Me chamou senhora?
Jess: Sim Alice, entre!
Alice: Pois não?
Jess: está muito bonita hoje, disse ela se levantando da sua cadeira.
Sabia qual era o jogo dela, Jess era a chefe da casa, cuidava de tudo inclusive dos pagamentos, então a minha opção era puxar o saco dela, até que ela era gostosa. Cada programa que eu fazia cobrava de 800 a 1.200 reais, o dinheiro vinha tudo para mim, mais depois as despesas eram cobradas nos dias estimulados pela Jess.
Alice: Obrigada Jess, disse sorrindo e abrindo um pouco as pernas.
Ela rapidamente passou a mão em toda minha perna e me olhou fixamente.
Jess: você é muito gostosa
Alice: Obrigada, sussurrei no seu ouvido.
Já tinha saído com mulheres que me procuraram na casa, então com a Jess não ia ser diferente.
Jess: ei vá trabalhar depois você passa aqui gata.
Alice: Tudo bem, disse saindo da sua sala.


Fui para o salão e lá o som era alto, todos aqueles homens babando pelas prostitutas de luxo, sim era esse o nome usado lá não era putas qualquer, todas bem arrumadas, com as melhores roupas e os melhores perfumes, uma das boates mais movimentada de toda Nova York, e quando eu entrava naquele salão, o sorriso surgia em meu rosto e o clima de sexo me invadia, fui ao bar e pedi uma bebida doce, e logo um homem forte se sentou ao meu lado.
Xxx: Posso saber seu nome?
Com um sorriso de malicia eu respondi rapidamente.
Alice e o seu:
Xxx: Dante.
Alice: prazer em te conhecer então.
Dante: o prazer é meu, conhecer uma gata assim não é pra qualquer um.
Alice: é, ainda bem que você sabe.
Por mais que eu estivesse naquele mundo, eu me valorizava não me entregava a qualquer homem, e até que aquele é bem gostosinho.
Dante: Então é a minha primeira vez aqui, não sei como funciona
Alice: Bom, você quer saber o meu preço, disse chegando bem perto dele.
Dante: Pago o quanto for pra ter uma noite com você.
Alice: a noite toda não é possível, tenho meus clientes para saciar.
Dante: bem safada você.
Alice: bem gostoso você.
Dante: gosto de mulheres desinibidas.
Alice: aqui vale tudo.
Dante: e quanto é teu preço, gostosa?
Alice: pra você 1.000 reais, disse apertando seu pau que cresceu rapidamente em minha mão.
Dante: e pra onde vamos?
Alice: é pelo visto és sua primeira vez mesmo, Aqui na casa, além dos dormitórios parar nós, há no jardim vários quartos com suíte, para irmos com os clientes, é só pegar a chave de algum que esteja disponível.
Dante: tudo bem então.
Alice: e fica sossegado, é bem confortável de luxo.
Dante: eu te fodo em qualquer lugar, gostosa.
Alice: gosto de homens assim.







 


Dante: vamos?
Alice: sim.
Comecei a noite bem, aquele gostoso iria me fuder muito.
Pegamos a chave, e ele deixou o pagamento na gaveta que eu apontei.
Alice: é novo aqui, mais sabe como chegar na mulher né? Disse provocando ele, já estava sentada e com as pernas bem abertas.
Dante: nossa, que gostosa.
Ele disse me secando.
E rapidamente puxou minhas pernas me prendendo nele, aquilo me fez ficar muito melada.
Iniciamos um beijo quente e molhado, suas mãos grandes percorriam todo meu corpo, seu beijo era de tirar o fôlego, seu pau já estava apertado dentro de sua calça e aquilo me fazia pirar. Com minha ajuda ele foi tirando meu vestido e o mesmo eu fiz com sua camisa, ele se deitou por cima de mim, me pressionava contra a cama tirando vários gemidos que eram abafados pelo beijo.


Com rapidez já estávamos nus, com uma das suas mãos apertava meu seio, e com a outra puxava meu cabelo, aquilo realmente estava me enlouquecendo, sem pensar duas vezes abri mais as pernas e ele entendeu o que eu queria, desceu passando sua língua por todo meu corpo e chegou até minha buceta, na primeira lambida, meu corpo estremeceu, gemia alto o fazendo enlouquecer, quando estava preste a gozar ele parou e sem exitar penetrou em mim com muita força.
Gemi, mais alto do que o normal e me contorci.
Dante: doeu gostosa?
Alice: mete com mais força, você não é capaz?
Deixei a fera nervosa ele me fodia mais e mais, com mais força me fazendo se sentir arrombada vi seu corpo desfalecendo sobre o meu e fiquei por cima.
Dante: vai gostosa, rebola no meu pau.
E obedeci, rebolei, pulei, fiz esses movimentos até ele gozar e minutos depois eu gozei, ainda em cima dele, sua cara de prazer me deixava satisfeita.








Dante: você é muito boa.
Alice: você não viu nada, sai de cima dele e comecei a chupar se pau que outra vez foi ganhando vida, com certeza aquele era o melhor oral que ele já havia recebido, porque seus gemidos e sussurros eram incríveis, enquanto chupava toda a extensão de seu pau, massageava suas bolas e vice e versa, engolia seu pau freneticamente.
Dante: essas suas engolidas me fazem pirar.
Alice: eu sei, punhetei seu pau até sentir que ele iria gozar, depois coloquei entre meus peitos e logo senti seu gozo os melando.
Dante: porra, você é deliciosa.
Alice: você também não é tão ruim.
Dante: haha, você gemeu feito uma cadela pra mim.
Alice: esse é meu trabalho, vou tomar um banho.


 Tomei um banho rápido, pois outros clientes me esperam.
Saí do quarto e ele estava sentado na cama terminando de colocar seu sapato.
Alice: bom, preciso ir.
Dante: quando vou te encontrar novamente?
Alice: oras, estou aqui de terça à domingo.
Dantes: que maravilha.
Peguei meu dinheiro, e me despedi.
Alice: vamos? Preciso entregar a chave para as moças virem limpar para o próximo casal.
Dante: essa é a vida que você quer pra ti?
Alice: é sim, gosto disso.
Dante: será? Disse ele me fitando.
Não respondi e não entendi o porque da sua pergunta, a minha parte eu tinha feito.
Dante: você pode me passar seu telefone?
Alice: haha, quem sabe depois.
Tranquei o apartamento e o entreguei para a Camila.
Camila era a moça que comandava a entrada e a saída dos quartos, mais que uma chefe na limpeza, ela ficava em um balcão com as chaves, era tudo natural, parecia a recepção de um hotel.


Não estava cansada, ao contrário a minha vontade de sexo só havia ficado maior, passei e vários me olharam, essa sensação era maravilhosa, ser desejada, suplicada sempre gostei disso, e nessa nova vida nem se fale.
Já fazia dois meses que eu entrei pra casa do sexo, fiz algumas amizades, conheci muitas pessoas, descobri novas vontades e pra concluir, a cada dia estava mais satisfeita.
Meus pais? Não ligam pra mim mesmo, sempre viajam e tinha planos em outros países, e nem sentiram minha falta só ligaram pra saber onde eu estava e respondi seca que fui cuidar da minha própia vida, eles até gostaram da idéia.
Minha vida agora era perfeita, satisfazer e ser satisfeita....


    

+ Irmão Adotado : Quem Disse que é Parente ? 66' (Parte.2)

Até que o sinal toca , era o sinal da hora da saida . Rapidamente eu parei e ele me olhou com cara : porque parou ? e então eu começei a me vestir e ele tambem :

Mel : Rapido Bruno , como eu estou terminando eu saio primeiro . - estava terminando de colocar a blusa .
Bruno : Okey , mais atarde aguente termina ;) vo na sua casa pra fazer o trabalho lembra ? - é realmente eu tinha esquecido do trabalho de turma que a professora mandou , ela fez aguente se juntar em duas turmas para fazer trabalho e meu grupo ela eu , Bruno , Leticia e Bernardo . Olhei pra ele sorrindo mando ja tinha terminado e ja estava prestes a sai , quando fui abrir a porta ele puxou e me beijou doidinho para continuar novamente , então parei o beijo e sai . Olhei para ver se tinha alguem no corredor mais estava vazio . Fui correndo na sala e peguei minhas coisas e estava a Leticia e a Julia conversando e me esperando . Então fui falar com elas :

Mel : Vamos meninas ?
Julia&Leticia : Até que fim você chegou , foi beber agua e não voltou mais .
Eu ri e elas tambem .
Mel : Vo contar a voces . - contei tudo a elas e elas ficaram com cara de espantada e ao mesmo tempo como se ja esperaçem .
Julia : Tipo eu ja sabia que vocês faziam isso mais na escola ? - rimos
Leticia : e que sala é essa que eu nunca vi ?
Mel : é nem eu mais de alguma forma ela existe rs,


Nós moravamos perto da escola e tambem perto uma das outras . Fomos embora e conversando aonde paramos na sala de aula . Estavamos da rua de casa e nos bispedimos e lembrei a Leticia sobre o trabalho . Entrei em casa e fui logo proucurar almoço :

Mel : Patriciaaaaa cheguei - patricia era a empregada , ela ficava a tarde comigo e ia embora anoite quando meus pais chegavam .
Patty : Oi melzinha .
Mel : Lembra que eu te falei que o pessoal iria vim fazer o trabalho aqui em casa hoje as 15:00hrs ?
Patty : Sim , oque que tem ?
Mel : Um deles vai vim mais cedo pois temos que preparar algumas coisas do trabalho antes 66' - olhei sorrindo para ela e mechendo nas panelas .
PattyOkey amor . - Subi fui pro banho pois ja era 13:00hrs , tomei um banho coloquei um vestidinho simples branco e passei maqueagem . Passei perfume e hidratante pelo corpo até que ouvi a patricia me gritar para comer. Desci e senti o cheirinho da comida maravilhosa dela . Sentamos na mesa e colocamos a comida :
Mel : Hum... pelo cheiro pareçe gostosa como sempre em Patty
Patty : é sua boca meu anjo rs,
Comemos e subi para escovar meus dentes , quando ouvi a campainha tocar . Gritei para a Patty deixar que eu abro e desci correndo as escadas , me olhei pelo espelho e vi que estava tudo encima abri a porta e estava ele parado serio e quando me viu abriu um sorriso lindo *-*

Aquele sorisso deixava qualquer uma apaixonada inclusive eu .
Bruno : Ual ta linda em Mel
Mel : Obrigada , você tambem rs , - ele estava com uma blusa preta com detalhes prata , de short branco e preto . Ele me olhava de cima pra baixo e de baixo pra cima ja ficando com desejo , mais eu tentava resisti é claro .
Mel : Patty to subindo , quando o pessoal chegar você me avisa . - gritei subindo as escadas com o bruno
Patty : Okey amor pode deixar - ele sorriu e subiu segundando minha cintura , entramos no meu quarto e ele me emprensou na parede já querendo oque eu ja sabia . Bati a porta com o pé e ele sorriu me beijou um beijo de puro desejo . Retribui da mesma força pois oque rolava entre nós era apenas beijos e sexo .
Mel: Calma Bruno deixa eu trancar a porta
Bruno : Rapido antes que o pessoal chegue - tranquei a porta e ele me puxou pra cama . Joguei algumas roupas que tinha encima dela pro chão , deixei e ele deixou encima de mim e me beijo ja tirando a minha calçinha . Beijei e nossa lingua se entrelaçavam como s fosse uma só . Nosso beijo tinha quimica mesmo sendo apenas na curtição . Tirei a blusa dele e senti em seu peito seu coração aselerado . Ele foi rancando minha roupa me deixando apenas com o vestido pela cintura , então ele começou a chupar minha bct como se o mundo estivesse acabando ali e agora.
...

28 janeiro 2011

Irmão Adotado : Quem Disse que é Parente ? 66'


SIPNOSE : Olá meu nome é Melissa tenho 17 anos e moro com meus pais no Rio , tenho um irmão chamado Victor que é adotado . Ele mora sozinho em São Paulo . Amanhã eu entro de ferias e estava com tudo planejado para as ferias com minhas amigas até que meus pais me dizerem que iram ter que viajar quase as ferias todas e por motivos de confiança irei ter que ficar com meu irmão por 2 semanas . Tem 4 anos que eu não vejo o Victor e oque eu me lembro dele é que ele é feio , tem a cara cheia de espinhas e os dentes tortos . Há esqueci de dizer que meus pais são advogados e sempre estão fazendo essas viajem derrepente --' . Sei que será uma coisa constrangedora passar 2 semanas com meu irmão mais não a nada a fazer para mudar isso .


Ultimo dia na escola está feliz só de pensar que era férias mais triste só de pensar que teria que ir para a casa do chato do meu irmão , afinal agente brigava sempre então não irá ser diferente . Pareçe que ele cresce só no tamanho mais a cabeça de criança continua a mesma . Ouvi o despertador tocar mais ja estava acordada então desliguei - o e fui pro meu banho . Tomei banho bem calma , passei hidratante sabor pessego pelo meu corpo e fui me vesti . Coloquei uma bermudinha não tão curta afinal estava indo pra escola não pra uma boate , coloquei a blusa da escola , penteei o cabelo e desci para tomar café . Meus pais saiam junto comigo e me deixava na escola , quando cheguei na cozinha eles ja estavam lá começando o café :

Xxxx : Bom dia meu amor como passou a noite ?
Mel : Bem mãe e você ?
Carla (mãe) : Bem obrigada
Xxxx : Bom dia meu anjo
Mel : Bom dia pai
Eduardo: Feliz pelo ultimo dia de aula
Mel : Claro olha minha cara de alegria - fiz uma cara meio amarga , mais eles riram .
Tomamos café em silencio e subi para fazer minhas higienes bocais ...
Fiz minhas higienes bocais e quando terminei logo em seguida ouvi meus pais me gritando para me apressar . Peguei minhas coisas e então dessi com minhas bolsa e eles estavam no carro me esperando .

Carla : Que demora Mel
Mel : desculpe mãe , acordei meio lerda hoje .

Ficamos em silencio , era um silencio vazio mesmo nenhum barulho para rompelo .Cheguei a escola desci do carro :

Carla&Eduardo : Boa aula filha
Mel : Obrigada ,

Entrei na escola e logo encontrei minhas amigas Julia e Leticia , e quando fomos sentar para conversar o sinal tocou , olhamos uma para cara da outra e então fomos para a sala . Nossa sorte era que nossa sala era as mesmas então sentavamos juntas e conversavamos as aulas todas OUASUAOSOA.



A Leticia estáva falando para onde ela iria nas ferias até que sinto meu celular tocar , era um menino que eu ficava na escola . A menssagem dizia :

De : Bruno
Para : Melissa

Mel arranja alguma descupa para seu professor e desse to doido pra te ver (66'

Li a menssagem e logo em seguida fiz oque ele pediu , o professor deixou então eu fui correndo . Fiquei proucurando ele no corredor até que senti alguem em agarrar por traz .

Xxx : Ta cheirosa hoje em - olhei logo pra traz e sim era o Bruno
Mel : Obrigada - ele me beijou era um beijo gostoso e bem safado , sabia que não ficaria só naquilo . Então sentii ele me puxar para uma sala vazia e estranha , cheia de poeira mais tinha um espaço bom . Ele me coloco deixada encimade uma mesa e começou a me beijar mais e mais e eu retribuia com desejo .


Eu realmente estava com desejo , mais desejo de sexo não só de ficar no beijo . Então tomei a iniciativa pela primeira vez . Tirei a blusa dele e ele em seguida retirou a minha . Foi tirando a minha bermuda e junto a calsinha me deixando apenas de sutiã . Ele foi beijando meu pescoço e descendo cada vez mais ele mordeu meu umbigo e então desceu para minha bct , mordeu minha bct e eu mordi meus labios até que ele começou a lamber ela com muito tesão e eu mordi meus labios segurando o gemido .Ele cada vez mais lambia com mais e mais tesão e eu não aguentei e gemi um gemido baixo meio presso . Vi que ele percebeu e então enfiou o dedo na minha bct para logo em seguida enfiar a lingua e na mesma hora eu gemi o nome dele meio alto :

Mel : Brunoooo - ele me olhava com prazer e eu queria deixar ele com mais prazer ainda então levantei ele e beijeio . Parei o beijo e levantei da mesa , abaixei e retirei a calsa dele . Senti que o amigo dele ja estava de pé doidinho sentir minha boca nele , então não pensei duas vezes chupei com vontade começando apenas pela cabeçinha e isso deixava o Bruno com tesão e cada vez com mais vontade de que eu chupasse tudo :

Bruno : Mel chupa essa porra logo - Não esperei duas vezes chupei tudo e senti ele gemer de tesão e desejo , chupei e chupei até as bolas até que ...



 + Santa mais quando Bebe vira Puta (Parte.2)




xXxX A freira chego gente - disse gritando - todos começarão a rir

eu abaixei a cabeça e sentei lá na frente e logo a profª chego e disse



Profª : todos sente-se .

e começou a dar a aula era aula de educação sexual , Pior aula pelo menos pra mim não tinha nenhuma vontade de entende sobre sexo , pós eu não iria fazer se até hoje não tirei meu bv quando mas minha virgindade . Depois de uns min eu escuto um barulho na porta e olho pra traz entram 3 meninas bonitas com roupas apertadíssima e cara super maquiada , os meninos foram a loucura quando elas entrarão , começarão a fala

XxXx : fiufiu . GOSTOSAS

- e essa coisas , e elas falam .-

XxxX : Com licença é aqui a turma 1001 ?
Prof ª : e sim . Vocês devem ser as aulas novas, pode entra ;

- elas vieram em minha direção sentaram do meu lado - me olharão com cara de nojo e ficarão fofocando a aula toda .

As três narrando .

- Quando entramos na sala estava lotada o único lugar vago era lá na frente do lado de uma nerd , idiota , pálida e vestida como uma testemunha de Jeová .

camile : Nossa , que Maria ela é ,a meninas temos que transforma ela numa de nós !
Carol : que dizer transforma ela em puta ?
Camile : isso - e riu-
Larissa : meu deus que trabalho vai dar em !

e rimos e se sentamos do lado da freira
Professora voltou a dá a aula dessa fez ela falava sobre o orgasmos , até o momento que algum engraçadinho interrompe ela e diz .

XxXx : prof , Freira pode tranzar ?
Prof ª : não porque ?
XxXx : então porque a julia assiste sua aula ?

todos rirão eu fiquei vermelha e com muita raiva que ódio . a profª volta a fala e diz :

Prof ª : Alguma pergunta alunos ?

e e nessa hora que uma dessa três alunas novas levanta o dedo .

prof ª : pode fala ! mas so fale perguntas sobre o orgamos hoje .
XxXx : tudo bem a minha pergunta é , ENGOLE OU GOSPE ?
todos rirão muito a profª fico muito sem graça e nem consegui responder e nisso toca o sinal e a profª fala .

Prof ª : na próxima aula falaremos sobre virgindade não faltem !

Eu me levantei , peguei meus livros estava quase na porta quando ouço uma voz me chamando . quando olhei sim era elas as três alunas novas .

Naquela hora eu sentir uma vergonha e uma sensação de raiva tudo bem que elas estavão certas mas não precisava fala tão na cara de pau , eu virei e tava saindo quando uma fala dinovo .

XXxx : Oi meu nome e carol e o seu ?
Julia : é julia .
Carol : nossa pra uma nerd seu nome e muito bonito , aaá essa aqui são larissa e camile .
Lari e camile : Oii .
camile : quer fica com agente hoje pra não ficar sozinha ?
Julia : não obg tenho que ir pra biblioteca .
Lari : ta né , mas quando você tem tempo de dar umazinha - e fez cara de safada-

eu fiquei com tanta vergonha e se virei rapidamente que e esbarrei no garoto mas gostoso do colégio o nome dele era Evandro .


Evandro: Porra garota ta louca , a que saber deixa pra lá ninguém pode me ver falando com esse trapo .
Julia : me desculpe .

Tudo bem que ele era bonito , mas era um idiota e grosso se achava o gostosão a mas ele era mas isso não vem ao caso so pq ele e gato ele acha que e o melhor e ao invés de ele me ajudar ele me chama de louca e trapo nossa que raiva me deu naquela hora . quando levantei olhei pra dentro da sala as "três alunas novas não estavam mas La , que bom né fui pra a biblioteca e fiquei lá ate toca o sinal do 3° tempo de aula .

as próximas aulas seriam de matemática e português . toca o sinal e estou voltando para sala ate que eu olho e no canto do bebedouro fecho uma das três se agarrando com um menino.

- e eu pensei nossa eu estudo aqui dês que me entendo como gente e nunca peguei ninguém, dessa escola e essa garota chego hoje e já pego , e nessa hora eu percebi que eu era uma merda , idiota e feia , a patinha feia da escola

chegando na sala , sentei lá na frente e as aulas passaram super rápido mas percebi que as meninas novas não entraram para as ultima aulas , e pensei será que elas tão pegando mas meninos ;s , fui pra casa quando cheguei fui toma banho , minha mãe não estava em casa então , depois que acabei fui ver se tinha algo pra comer fiz meu prato de comida sentei na mesa e comi , e depois fui pro meu pc coloquei la no GOOGLE . sexo e fiquei vendo as fotos e videos de pessoas tranzando eu era muita louca pra fazer isso mas como não podia eu me contentava com o meu "dedo"



ficava todos os dias a tarde toda lá dando dedada e vendo os videos , quando era 6 horas da noite até que escuto um barulho fecho tudo rapidinho e pra ver quem e , quando vejo e meu pai brigando comigo :

Marcio (meu pai) : não acretido que você não foi - ele fala com cara de bravo -
Julia : pra onde pai ?
Marcio : não se faça de desentendida !

nessa hora eu lembrei - Caralho eu esqueci da apresentação - eu me empolguei
tanto com os videos que esqueci totalmente .

Julia : me desculpa papai , eu esqueci
Marcio : Você tava aonde , pra esquecer ?
Julia : e que eu peguei no sono - e fiz cara de triste -
Marcio : tudo bem que isso não se repita mas !

Eu subi para meu quarto e logo peguei no sono , no outro dia acordei 5:30 não tava afim de ir para ir pra biblioteca estudar então liguei o pc e fui ver mas videos pornô eu estava viciada nisso , A eu confesso que dar dedada não é nada mal, porque eu nunca senti nada além disso né!
Mais seilá é meio desconfortável. Pois as vezes sento no vaso e fico com até dor na coluna, fiquei ate 6 horas vendo videos de lesbicas não sou lesbica mas amava ver mulheres tranzando , deliguei o pc e fui toma banho e decidi que , Irei me misturar com aquelas meninas , Passei um gloss i pronto acho que mudei um pouco né , coloquei a mesma roupa de sempre e desci ja eram 6:30....


26 janeiro 2011

+ Santa mais quando Bebe vira Puta



+ Autoras: Sara Fontes e Rebecca Valok . nós duas que postaremos !
+ Gênero: drama - HOT
+ Censura: Cada um sabe o que lê

+ Sinopse: Oi me chamo Julia tenho 14 anos, e estou muito ansiosa pós pretendo perde meu bv , na minha festa de 15 anos que será daqui 5 meses , sou uma menina que se pode dizer " santa " freqüentou a igreja todos os dias pós meu pai e o pastor , eu sou o orgulho dos meus pais , mas não gosto de ser assim pós na escola eu sou uma nerd , ou testemunha de Jeová como eles me chamam , esse ano isso tem que mudar , esse ano tem que ser inesquecível .



Oi me chamo Julia tenho 14 anos, e estou muito ansiosa pós pretendo perde meu bv , na minha festa de 15 anos que será daqui 5 meses , sou uma menina qe se pode dizer " santa " freqüento a igreja todos os dias pós meu pós meu pai e o pastor .




Oi sou camile tenho 15 anos, namoro a 2 anos ele e um chifudo . a mas isso não vem ao caso , conhecia a Carol ja mas só passei ser amiga dela quando descobri que ela e a Lari me completam são safadas gostão de putaria como eu !


Oi sou Carol tenho 16 anos eu namoro a 1 mês ele e uma chifrudo , eu gosto de beber e sair pegar homens minha vida e uma verdadeira putaria ! áa e sou apaixonado pro vinho !



Oi sou a Lari tenho 16 anos não namoro mas só namorava mesmo pra ganhar presente mas como não consigo ficar só com um to Solteirona agora ,





Era manhã de segunda feira , e eu já estava acordada eram 5:30 eu pego 7 horas no colégio mas eu acordava todo dia mas cedo pós eu ia para a biblioteca estudar , levantei fui arruma minha roupa era a mesma de sempre , meu colégio era publico e não precisava usar uniforme , mas eu já tinha o meu era uma saia xadrez , blusa de manga branca , casaco amarelo meia até o joelho preta , e uma sapatinho bege . fui para o banheiro tomei meu banho fiz minha higiene vesti minha roupa e desci , fui até a cozinha e lá estava minha mãe já de pé

Angélica ( minha mãe) : Oi minha linda !
Julia : Oi mamãe .
Angélica : já esta indo a esta hora filha ?

- todos os dias ela fazia a mesma pergunta , e eu sempre respondia mas eu já estava enjoada daquilo , mas mesmo assim a respondi educadamente -



Julia : sim mamãe , estou indo mas cedo pós eu tenho que ir para a biblioteca estudar .
Ange : que bom filha ! sempre estudiosa você e uma filha que qualquer mãe queria ter .

- eu pensei , ha duvido mal sabe ela como sou zuada na escola -



Julia : e mãe porque a senhora já está acordada ?
Ange: porque irei para a congregação minha linda .
Julia : ta bom então , xau vou indo .
Ange: vá com deus , se cuida , e aá não chega tarde hoje e sua apresentação na igreja .
Julia : ta ok mãe beijos .
putz tinha esquecido totalmente , da minha apresentação não tava nem um pouco afim de ir pra igreja -

moro meio perto da escola então vou andando mesmo , cheguei na escola fui direto pra biblioteca peguei um livro de cada matéria , e sentei numa mesinha bem Lá no fundo pra ninguém me ver , comecei a ler depois de uns 30 min , toca o sinal ,eu levanto quarto os livro mas fico com dois na mão ele eram bem grossos e fui pra sala , no caminha todos me olhavam e riam de mim eu não me importava com isso antes , mas agora eu tava me importando fui rapidamente pra minha sala , logo quando entrei uma menina que sempre me zoava disse .

xXxX A freira chego gente - disse gritando - todos começarão a rir

eu abaixei a cabeça e sentei lá na frente e logo a profª chego e disse



Profª : todos sente-se .

e começou a dar a aula era aula de educação sexual , Pior aula pelo menos pra mim não tinha nenhuma vontade de entende sobre sexo , pós eu não iria fazer se até hoje não tirei meu bv quando mas minha virgindade . Depois de uns min eu escuto um barulho na porta e olho pra traz entram 3 meninas bonitas com roupas apertadíssima e cara super maquiada , os meninos foram a loucura quando elas entrarão , começarão a fala

XxXx : fiufiu . GOSTOSAS

- e essa coisas , e elas falam .-

XxxX : Com licença é aqui a turma 1001 ?
Prof ª : e sim . Vocês devem ser as aulas novas, pode entra ;

- elas vieram em minha direção sentaram do meu lado - me olharão com cara de nojo e ficarão fofocando a aula toda .

As três narrando .

- Quando entramos na sala estava lotada o único lugar vago era lá na frente do lado de uma nerd , idiota , pálida e vestida como uma testemunha de Jeová .

camile : Nossa , que Maria ela é ,a meninas temos que transforma ela numa de nós !
Carol : que dizer transforma ela em puta ?
Camile : isso - e riu-
Larissa : meu deus que trabalho vai dar em !

e rimos e se sentamos do lado da freira....